NOSSA SOCIEDADE PADECE POR FALTA DE SENTIDO.

23/05/2011 22:47


Anarquismo: Leiam George Woodcock - os dois volumes - (História das idéias e movimentos anarquistas).

Penso o seguinte: uma sociedade que vira as costas para seus irmãos e justificam a nossa política que antes de democrática, é capitalista e fascista. O que manda é o que é óbvio: o dinheiro. Em alguns casos se fazem uma justiça aqui, outra ali, para dar uma engabelada e dar a sensação de que alguma coisa está para mudar. Os culpados são periféricos e nossa sociedade padece "...por excesso de democracia." (Will Durant, 1997. p.45). Saúde mental? Como, em uma sociedade do "meu" e do "eu"? E quem de fato têm bom senso, já sabe que sistemas de governo, governo algum é necessário - no máximo, deveria ser temporário -, e se existem burocracias, é porque a sociedade padece na ignorância porque até o conhecimento é produto caro, e digo conhecimento e educação, em todos os âmbitos. Não preparamos nossos filhos para serem governantes de si?! Não somos seus gestores até que sejam autônomos e alcancem a maioridade (Falo da maioridade no Sentido Kantiano)?!. O mesmo deveria proceder o Estado Mor, garantir seres políticos autônomos, até que sua presença e seus cuidados fossem imperceptíveis. Seja utopia, mas o sonho de uma sociedade transparente, justa, onde até referências bibliográficas não seriam mais necessárias, será possível quando, como já disse Patch Adams no programa Roda Viva "“[...] Sou ativista político, trabalho pela paz e pela justiça. Considero fascista o meu governo. Se não mudarmos de uma sociedade que venera dinheiro e poder para uma que venere compaixão e generosidade, não haverá esperança para a sobrevivência do ser humano neste século. [...] [...] Todos trabalhariam até ter comida. Ninguém pararia. O que acontece quando tem convidados e serve o jantar? Come antes de ver que todos tenham comida? Nunca! Homem come. Mas você não, certo? Nunca. Grande refeição familiar, muita gente para o jantar, você é a última a comer. Por que isso não é uma verdade para o Brasil? Ninguém come até todos terem comida. Isso é qualidade de vida. Nem recebemos educação. A maioria dos homens nem pensa. Vai jantar, vai direto ao prato. Não esperam: “Quero ver todos servidos antes de me servir."[...]“.  ONDE ESTÁ A RAZÃO DOS PRESÍDIOS, QUE SERIA PROMOVER A RECUPERAÇÃO DAQUELES QUE PARAM LÁ?? O mais cruel assassino, se julgado à pena de morte, a sociedade teria que rever seu conceito de justiça, educação, paz, liberdade, responsabilidade, autonomia, etcéteras e etcéteras. Mas tudo em prol de uma aceleração econômica. Mas aceleração econômica do que - lembra o que disse Adams? se antes precisamos sim, de aceleração de respeito, mudanças de perspectivas para o bom senso (leiam o livro "O Ponto de Mutação" de Frijot Capra ou o filme "Mind Walk"). A NOSSA SOCIEDADE ESTÁ VAZIA DE SENTIDO, PADECE DE FALTA DE CONHECIMENTO E CONHECIMENTO REFLETIDO E PROCESSADO EM BOM SENSO, PARA NÃO INCORRERMOS NO ERROS DOS NAZISTAS, QUE LEVARAM O SENTIDO DA RAZÃO AO EXTREMO, DISTORCERAM-NA. TODOS TEM O DIREITO DE IR E VIR, MAS TODOS SE BENEFICIARIAM MELHOR DESSE DIREITO COM MAIS CONSCIÊNCIA, UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, QUE CUIDA DE SUA GENTE COMO CADA PAI QUE TEM BOM SENSO CUIDA DE SEUS FILHOS PARA PREPARÁ-LOS PARA O MUNDO. EM UMA SOCIEDADE DOENTE, TODOS TEMOS NOSSA PARCELA DE RESPONSABILIDADE E NÃO É IGNORANDO ASSASSINOS E ASSASSINADOS QUE VAMOS ENCONTRAR A VEREDA PARA A PAZ, JUSTIÇA, ENFIM, O DESENVOLVIMENTO PLENO DA SOCIEDADE. JÁ DIZIA O FILHO DE DEUS, OU PROFETA, OU FILÓSOFO, SEJA ELE REAL OU NÃO, MAS ADENDO QUE, ATIRAMOS PEDRAS PORQUE PENSAMOS QUE NUNCA PECAMOS. QUAL O CONTEXTO DE VIDA DE CADA SEGURANÇA E DE CADA “CRHISTIANO LUNA”. ATÉ QUANDO VAMOS BRIGAR UNS COM OS OUTROS E SABER QUE TUDO NO MUNDO TORNAR-SE-IA MELHOR SE DE FATO SOUBÉSSEMOS, ATÉ MESMO ANTES DE BRIGAR COM O SISTEMA, FÔSSEMOS MAIS RESPONSÁVEIS COM NOSSA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA E COM A CONSCIÊNCIA DE NOSSOS SEMELHANTES, PARA ENTENDER E COMPREENDER A BELEZA QUE HÁ NO AMOR INCONDICIONAL DO SORRISO DE UMA CRIANÇA QUE NOS OFERECE QUANDO ESTAMOS SENTADOS OU EM PÉ EXPREMIDOS NA PORTA DE SAÍDA DE UM ÔNIBUS ENQUANTO PREOCUPADOS COM TANTAS COISAS DE GENTE COGUMELO (leiam: "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry) ENQUANTO SEGUIMOS PARA NOSSAS FACULDADES, EMPREGOS, PROCURAS POR EMPREGOS, CURSOS ETC.  Nossa sociedade padece de falta de sentido. Uma sociedade vazia de sentido, não pode compreender termos como respeito, amor, amizade, muito menos leis positivistas que se impõe com tiranidade sem lançar um olhar humanista -  e grande parte dos nossos representantes podem estar a padecer do mesmo mal.

JÁ DIZIA ARISTÓTELES EM "ÉTICA A NICÔMACO" QUE O VIRTUOSO SÓ O É AQUELE QUE A PRATICA, NÃO SE É VIRTUOSO APENAS FORMALMENTE, DO CONTRÁRIO É MORALISTA. MORALISTA FALA E NÃO VIVE O QUE FALA, APENAS IMPÕE.

Leiam: A Estrutura da Linguagem – Noam Chomsk / A Sociedade do Espectáculo – Guy Debord
 

 

Fábio Amorim Oliveira - Acadêmico de Filosofia.