O fim do monopólio

26/05/2011 00:35

 O fim do monopólio

Jaz aqui mais uma alienada da sociedade, mas nasce no exato momento um ser pensante. Basta uma mídia que impõe conceitos de moda, modelos de vida, basta a igreja que cria dogmas exagerados, desnecessários e até caros.

O mundo precisa de uma reforma urgente. Uma reforma que vai desde os mais altos castelos e palácios, e chega até casas de tijolos à vista, nos pequenos purgatórios chamados de favelas. Precisa-se de mentes que exerçam sua função: pensar. E não de corpos que exerçam sua função: agir conforme as ordens de algo/alguém. Pensar pode parecer fácil, quando levado em conta que ninguém faz grande esforço só por pensar.

Mas pensar direito não é fácil. Não podemos limpar totalmente nosso pensamento do que as mídias em geral nos impõem. Podemos parcialmente e vagarosamente vigiarmos nosso pensamento. Chega de gente aceitando mensagens monopolizadoras. Temos que começar a perceber o mundo que nos cerca que, mesmo ilusório, tem seu lado real.

Náthaly Rosa, estudante do Ensino Médio.